A memória operacional é responsável por manter e organizar as informações, seja elas recentes ou armazenadas há algum tempo, e permite que essas informações sejam utilizadas durante o raciocínio.

Ela é essencial para o aprendizado e outras habilidades fundamentais para o desenvolvimento nos estudos, no trabalho ou em atividades cotidianas.

Veja como ela funciona no dia a dia.

Você está contando uma história ou transmitindo uma ideia e alguém interrompe.

O tempo em que sua mente se concentra no que você está dizendo, apesar da interrupção, é resultado do bom funcionamento da sua memória operacional.

Quando você está focado em uma tarefa, vai à cozinha, abre a geladeira e esquece o que ia fazer.

A dificuldade de realizar tarefas consequente e simultaneamente podem ser exemplos de falha em sua memória operacional.

Você precisa fazer um cálculo sem utilizar papel ou calculadora.

O trabalho de manter os números na mente, aplicar as regras matemáticas aprendidas que lhe trarão novos números, e enfim chegar à resposta correta é a sua memória operacional trabalhando.

Não se lembrar o que fazer após receber instruções longas e dadas em várias etapas, como um caminho ou obrigações escolares/do trabalho.

Podem existir problemas com a sua memória operacional.

Se você apresenta alguma dificuldade em uma ou mais dessas situações, pode ser que tenha um déficit na sua memória operacional.

Mas o cérebro é mutável e, por estar em constante desenvolvimento, pode ser treinado para melhorar a sua capacidade ao longo da vida.

Fazendo exercícios cognitivos, você pode aumentar o seu desempenho e recuperar sua atenção, concentração e foco nas tarefas do dia a dia.